ASSISTIR AO VIVO

REDES SOCIAIS

INSCREVA-SE NO

Estiagem causa falta d´água em 25 comunidades

Data: 21/09/2017

O principal sistema de abastecimento de Teresópolis é o do Rio Preto. De lá, a água é bombeada para Três Córregos, tratada e encaminhada para reservatório na Prata, de onde é distribuída para praticamente todos os bairros - Foto Marcello Medeiros

Marcello Medeiros

Em nota divulgada no início da tarde desta quarta-feira, representante da Companhia Estadual de Águas e Esgoto em Teresópolis, a Cedae, atentou para o problema de desabastecimento gerado por conta do longo período de estiagem na região. Não chove há semanas, somando-se a isso o já baixo nível de precipitação previsto para essa época do ano, o que tem deixado os reservatórios com quantidade de água muito abaixo do esperado. De acordo com o documento, onde é chamada a compreensão da população e pedido que o precioso bem seja economizado, 25 comunidades são apontadas como as mais prejudicadas com a crítica situação.
São elas o Meudom, Coréia, Vale da Revolta, Jardim Meudom, Bom Retiro (parte alta), Pimentel, Perpétuo, Morro do Rosário, Funcionários, Morro do Tiro, Fazendinha, Morro dos Pinheiros, Tijuca, Araras, Barroso, Granja Primor, Parque Ingá, Cascata dos Amores, Caleme, Comary, Carlos Guinle, Santa Cecília, Granja Guarani, Pedreira e Bonsucesso, no Terceiro Distrito de Teresópolis.
O DIÁRIO divulgou a nota da Cedae em sua página na rede social Facebook, sendo o documento compartilhado centenas de vezes. Na publicação, muitos marcaram amigos e familiares e outros atentaram para situações que podem complicar ainda mais a situação nessas e em outras comunidades. A internauta Jaciara Nunes, por exemplo, destacou o seguinte: “Aqui no Alto tem um buraco aberto, jorrando água a mais ou menos dois meses. Além do gasto d'água, tem o perigo de alguém se machucar, dengue e outras coisas mais, como o fato de colocarem esse gasto extra em nossas contas para nós pagarmos”. Também através do Facebook, moradores de bairros não citados pela Cedae reclamaram do problema, como Artistas e Fazenda Ermitage.

Rio e mananciais
O principal sistema de abastecimento de Teresópolis é o do Rio Preto, no Segundo Distrito. De lá, a água é bombeada para Três Córregos, tratada e encaminhada para reservatório na Prata, de onde é distribuída para praticamente todos os bairros do município. Algumas comunidades, como Meudom, Bom Retiro e São Pedro, por exemplo, contam ainda com o manancial de superfície do Jacarandá, na floresta de mesmo nome. Porém, em ambas as situações e outros reservatórios administrados pela Cedae, a situação é praticamente a mesma.
Até alguns anos atrás, o sistema do Rio Preto conseguia atender bem todo o município, com a realização de manobras e encaminhamento de água para comunidades que na maioria dos meses do ano eram atendidas apenas pelos mananciais. Nos períodos mais recentes, porém, com pouca chuva e condições climáticas cada vez mais severas, o Rio Preto tem registrado níveis baixíssimos. Pouca gente sabe, mas a relação de Bonsucesso com outros bairros, como se vê na relação divulgada pela Cedae ontem, acontece porque é naquela região que nasce o Rio Preto. Ou seja, se não chover no Terceiro Distrito e além disso continuarem acontecendo desmatamentos, queimadas e outras situações prejudiciais ao meio ambiente naquela região, toda Teresópolis pode ser bastante afetada em um futuro não muito distante.

 

 

Compartilhar:






ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Escola municipal não vai ser fechada

Empresa auxilia na contratação de diaristas em Teresópolis

Maior festival multicultural do país abre inscrições na próxima semana

Estácio Teresópolis participa de ação no Dia Mundial da Limpeza

Teresópolis sedia mais uma edição do "Domingo Natural Integrativo"

        2742-9977   |   leitor@netdiario.com.br   |  Rua Carmela Dutra, 765 - Agriões Teresópolis/RJ