ASSISTIR AO VIVO

REDES SOCIAIS

INSCREVA-SE NO

Curso de cultivo de maracujá para produtores rurais de Guapimirim

Data: 15/01/2020

Em Guapimirim ainda existem poucos produtores de maracujá, porém cerca 160 toneladas dessa fruta são produzidas anualmente

A cultura do maracujá está em uma crescente no Brasil, por ser uma importante alternativa de geração de emprego e renda para pequenos e médios produtores, principalmente, aos ligados à agricultura familiar. Pensando nisso, a secretaria municipal de Agricultura, Pecuária e Pesca desenvolveu um curso completo sobre cultivo dessa fruta para capacitar e incentivar os produtores da cidade a ampliarem suas produções. Através de aulas práticas e teóricas ministradas, nesta terça-feira (14), o técnico agrícola, Michael Roque, um dos maiores produtores de maracujá da região, e o engenheiro agrônomo, Renato Barbosa, conversaram com os 20 produtores rurais inscritos no curso sobre técnicas de produção de mudas, plantio, manejo de solo, adubação, polinização, irrigação e controle de pragas e doenças. Os alunos também puderam conhecer duas propriedades produtoras de maracujá que estão situadas em Guapimirim. “Estou satisfeito com o cuidado da Secretaria conosco, os pequenos e médios produtores. É a primeira vez, em 50 anos, que vejo essa preocupação com as nossas produções: desde a plantação, polinização até chegar à colheita”, disse o senhor Ruy Dias, que possui uma propriedade no bairro Caneca Fina e participou do curso.
O secretário municipal de Agricultura, Pecuária e Pesca, André Azeredo, também esteve presente e explicou que o Brasil é o maior produtor e consumidor de maracujá do mundo, portanto esse é um mercado promissor para investimentos. “Por meio de alguns estudos realizados por nossos profissionais, percebemos que a nossa cidade possui um grande potencial para esse tipo de fruticultura. Logo, o município pode apostar na produção do maracujá, pois os resultados serão positivos”, acrescentou.
Em Guapimirim ainda existem poucos produtores de maracujá, porém cerca 160 toneladas dessa fruta são produzidas anualmente. Fato interessante e que mostra uma grande chance da cidade obter sucesso nessa cultura. Além disso, outros profissionais da Secretaria de Agricultura, Pecuária e Pesca e o supervisor local da Emater-Rio, Ronaldo Willemen, acompanharam o dia de campo e visitaram as propriedades, nas quais o curso foi ministrado.

 

Compartilhar:








ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Definidas normas para o encerramento do ano letivo na Rede Municipal

"É possível construir um hospital municipal, mas com planejamento"

Prefeitura de Teresópolis só reabre na terça-feira, dia 03

Pix começa a funcionar no dia 3 de novembro para clientes selecionados

Rio não terá desfile de blocos de rua no carnaval de 2021

CLASSIFICADOS


        2742-9977   |   leitor@netdiario.com.br   |  Rua Carmela Dutra, 765 - Agriões Teresópolis/RJ

Desenvolvido por Agência Guppy