ASSISTIR AO VIVO

REDES SOCIAIS

INSCREVA-SE NO

Cuidados psicológicos são fundamentais nesse momento

Data: 27/03/2020

"É um momento delicado, todo mundo está desesperado. Logicamente eu também estou preocupada, também vivo essa incerteza. Mas é preciso dar atenção a outras coisas, pois temos uma vida inteira pela frente", enfatiza a Psicóloga Roberta Moraes

Marcello Medeiros

Com exceção dos proprietários de grandes fortunas, que podem se manter financeiramente por um longo período, e consequentemente têm mais condições de evitar riscos de contágios, a maior parte da população mundial vive dias de muitos medos e incertezas por conta da pandemia do novo coronavírus. Mas, é justamente nesse momento de crise que é preciso ter cuidado também com a saúde mental, para evitar o surgimento de novos ou ampliação de problemas que já batem à nossa parte. Nesta quinta-feira, a reportagem do jornal O Diário e Diário TV conversou com a Psicóloga Roberta Moraes, que enfatizou a importância dos cuidados que devemos ter para tentar amenizar essa difícil situação e conseguir reencontrar um caminho de luz mesmo diante de um cenário de escuridão que se projeta no mundo inteiro. “É um momento delicado, todo mundo está desesperado. Logicamente eu também estou preocupada, também vivo essa incerteza. Mas é preciso dar atenção a outras coisas, pois temos uma vida inteira pela frente”, enfatizou a profissional. 
Segundo ela, nesse momento de crise, medo e ansiedade andam de mãos dadas e é preciso respirar fundo para tentar controlar as duas situações da melhor maneira possível. “Quanto mais medo você sentir de algo, mais ansioso vai ficar. Todas as vezes que estamos com medo de alguma coisa,  estamos ansiosos ou vice-versa. Se faço entrevista de emprego e fico aguardando ligação, se vou passar ou não, vou ficar super ansioso porque vou estar com medo da resposta, se vou passar ou não. Essas situações são irmãs gêmeas. Quanto maior medo, maior a ansiedade. E o que  a gente está sentido nesse momento? Medo, muito medo. Medo de não pagar contas, de ser contaminado, de perder um ente querido, aí aumenta mais nível ansiedade. O organismo funciona dessa maneira”, destaca, usando um copo como analogia: “Nosso corpo está preparado para armazenar certa quantidade de ansiedade. Se extrapolamos essa quantidade, ele tende a descarregar. Aí vem os transtornos, o síndrome do pânico, toc, por aí vai. A ansiedade não é ruim. É uma emoção que nos coloca em alerta sempre que estamos em perigo, mas o excesso dela é que causa mal. Temos que ter cuidado para não encher o copo, senão vamos começar a adoecer por conta disso”, completa.

Como driblar 
Com isolamento social, o medo de contaminação e a incerteza em relação ao que vai acontecer com o mercado financeiro, já havendo projeção de grande aumento do número de desempregados, controlar a ansiedade e o medo não é fácil. Mas é preciso. Por isso, Débora dá algumas dicas para tentar auxiliar quem tanto teme pelo dia de amanhã. “Primeiro tudo, é preciso parar de ficar só assistindo notícias sobre o coronavírus. Temos que ficar informados, mas se ficarmos o tempo todo só assistindo isso vamos ficar com mais medo e ansiedade. Tente criar uma rotina. Horário para acordar, tomar café, fazer alguma atividade. Atividade física, aliás, mesmo dentro de casa, é possível. Hoje há dezenas de profissionais no YouTube dando essas dicas. Meditação, assistir filme, colocar série em dia, procurar algo para ocupar a cabeça nesse momento que não há muito o que fazer a não ser aguardar.Tenho percebido pessoas com tanto medo que é mais provável que daqui um tempo que não adoeça por conta do coronavírus, mas por causa dos transtornos de ansiedade, da depressão... É muito importante cuidar da cabeça, não podemos deixar que seja mais um problema para gente. Temos que fazer nossa parte e o resto a Deus pertence. Se a gente ficar enlouquecido querendo resolver tudo, fazer tudo, isso só vai aumentar medo e ansiedade”, finaliza Roberta.

 


 

Compartilhar:








ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Polícia Ambiental flagra construção irregular no Jardim Meudon

Cônsul da Itália confirma parceria com Teresópolis para realização do "Festival Di Teresa"

"Não é caso de Comissão Processante", decide CPI da Pandemia

Cassado o mandato do vereador Gustavo Simas

Anatel aprova leilão da exploração do acesso móvel na tecnologia 5G

CLASSIFICADOS


        2742-9977   |   leitor@netdiario.com.br   |  Rua Carmela Dutra, 765 - Agriões Teresópolis/RJ

Desenvolvido por Agência Guppy