ASSISTIR AO VIVO

REDES SOCIAIS

INSCREVA-SE NO

Covid-19: Teresópolis ainda está longe de relaxar com cuidados

Data: 22/08/2020

Atendimento no Centro de Triagem 24h do Pedrão foi motivo de reclamação nos últimos dias. Em redes sociais, vice-prefeito Ari chegou a discutir com internautas por conta do assunto. Com a chegada de uma frente fria, situação fica ainda pior para quem precisa aguardar horas para conseguir ser atendido no gelado ginásio poliesportivo

Apesar de muitos teresopolitanos estarem agindo como se a pandemia do novo coronavírus tivesse terminado, os números da secretaria municipal de Saúde, divulgados pelo Gabinete de Crise da Prefeitura, mostram que Teresópolis está muito longe de poder relaxar com os cuidados. De acordo com o Painel Covid, com dois dias a menos nos registros, a semana em curso já tem 11 casos a menos que a anterior. Entre os dias 9 e 15 de agosto foram comunicados 411 novas ocorrências, enquanto entre 16 e 20 (portanto faltando ainda os números dos dias 21 e 22) o total chegou a 422. Analisando apenas de segunda a quinta-feira, visto que até o fechamento desta edição o governo municipal ainda não havia liberado os dados dessa sexta-feira, a diferença assusta ainda mais. Entre 10 e 13 de agosto, foram anotados 281 casos. Entre 17 e 20, mais 382 pessoas infectadas pela Covid-19 em Teresópolis. Nem somando a sexta-feira da semana anterior a que está em curso perde, chegando desta maneira a 337. Até o fechamento da edição havia outros 42 casos suspeitos em investigação e o total de infectados, desde o início da pandemia, era de 3.867 pessoas. Dessas, 2.424 já estão na relação de pacientes recuperados.
O número de pessoas que perderam a batalha contra a doença é outro preocupante. Já chega a 102 o total de teresopolitanos em óbito. Até quinta-feira havia 28 pessoas internadas em leitos de Unidades de Tratamento Intensivo contratados junto aos hospitais particulares do município, em um total de 31 disponíveis e gerando 90,32% de ocupação. Em leitos clínicos, eram 37 de 43 contratados (86,05%). O novo coronavírus já chegou a 91 bairros ou localidades, sendo os cinco com o maior número de casos até o momento: São Pedro (323 casos e 17 mortes), Bonsucesso (273 casos e três mortes), Várzea (255 casos e nove mortes), Alto (159 casos e quatro mortes) e Barra do Imbuí (135 casos e quatro mortes). 

Fiscalização?
Sempre que o número começa a crescer, a prefeitura, no lugar de anunciar medidas mais rígidas, incluindo reforço na fiscalização de medidas de segurança sanitária, ignora o problema ou divulga “dados positivos”, mesmo que seja uma informação diante de outras dez que deveriam gerar preocupação e ações mais enérgicas. Na semana passada, cobramos um posicionamento em relação às denúncias de falta de fiscalização em vias públicas ou estabelecimentos comerciais, com cada vez maior número de pessoas fazendo aglomeração e deixando de usar máscaras, além de lojistas ignorando a obrigatoriedade de oferecer álcool em gel ou controlar o número de clientes nas casas comerciais. Porém, até hoje não obtivemos nenhuma resposta.

Números do estado
Dados do “Painel Saúde RJ”, da Secretaria de Estado de Saúde, atualizados no final da tarde dessa sexta-feira, indicam a confirmação de 3.412 casos em Teresópolis, visto que há um atraso entre o registro feito nos municípios e a comunicação um patamar acima. Também de acordo com o governo estadual, desde o início da pandemia 284 pessoas precisaram ser internadas por conta da Covid-19 em Teresópolis. No mesmo período, os casos de Síndrome Respiratória Aguda Grave, incluindo os suspeitos da doença, geram total de 420 internações, sendo 155 em UTIs.

Dinheiro tem
Desde o mês de abril, o município de Teresópolis recebeu R$ 29.230.477,17 para gastos extras da Prefeitura nas ações de enfrentamento à pandemia dentro do Plano Municipal de Contingência contra o Coronavírus, assim como recompor parte das receitas comprometidas com a queda na arrecadação municipal. São verbas federais, estaduais e municipais, usadas para manter o funcionamento de todas as estruturas ampliadas e criadas para atender a população, como os cinco centros de atendimento e testagem em atuação no município, na cidade e no interior. De acordo com dados divulgados pelo governo nessa quarta-feira, as despesas totalizam R$ 25.533.609,65 com a contratação de novos leitos, aquisição de equipamentos, de testes rápidos e de medicamentos estão entre as despesas com as aquisições emergenciais, acompanhadas pelo Gabinete de Crise e as equipes técnicas das secretarias de Administração, de Controle Interno, de Planejamento e de Saúde. Os procedimentos são disponibilizados no Portal da Transparência Covid-19 no site da Prefeitura (https://licitacao.teresopolis.rj.gov.br/corona/).


CRÉDITO E LEGENDAS

Marcello Medeiros

1
Maioria das pessoas continua utilizando as máscaras como medida de proteção, mas número dos que abandondaram equipamento é cada vez maior

2 ou 3
Higienizar as mãos, utilizar máscaras, evitar contato social... Medidas que devem ser tomadas para evitar a necessidade de procurar o Centro de Atendimento 24h no Pedrão

4
Em frente ao Palácio Teresa Cristina, sede da prefeitura, jovem passa sem utilizar a máscara - item necessário e obrigatório para evitar disseminação da doença


5
Comparando apenas quatro dias de cada semana, a diferença já chama atenção. Nem somando a sexta-feira da atenrior, o número bate os que foram registrados até quinta na que está em curso - segundo dados da própria SMS

Compartilhar:








ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Polícia Civil prende integrantes de quadrilha de roubos de cargas

Faperj investe em evento com pesquisa, startups e empresas

Programa de reciclagem chega em mais 17 bairros de Teresópolis

Teresópolis busca apoio da Alerj para o turismo

Polícia Civil alerta para golpes cometidos contra servidores públicos

CLASSIFICADOS


        2742-9977   |   leitor@netdiario.com.br   |  Rua Carmela Dutra, 765 - Agriões Teresópolis/RJ

Desenvolvido por Agência Guppy