ASSISTIR AO VIVO

REDES SOCIAIS

INSCREVA-SE NO

Covid-19: Sindicato dos Bancários reforça preocupação com superlotação

Data: 30/04/2020

Agênica 6103 do Banco do Itaú, na Avenida Delfim Moreira, em frente ao Sesc, recebe limpeza após confirmação de caso de covid-19 - Divulgação Sindbancarios Teresópolis

Paola Oliveira 

Nesta quinta-feira (30), a agência 6103 do Banco do Itaú, na Avenida Delfim Moreira, em frente ao Sesc, amanheceu com suas portas fechadas após atestar um caso positivo para coronavírus entre os funcionários. Na noite anterior, o Sindicato dos Bancários foi informado do caso positivo e determinou o fechamento da agência e todos os demais funcionários que tiveram contato com a pessoa infectada foram isolados, com orientação de manter quarentena em um período de 14 dias, cumprindo o protocolo do comitê Nacional de crise Nacional formado entre o Comando Nacional dos Bancários e a Fenaban. “Essa colega que se contaminou não fazia parte do grupo de risco, é uma jovem. Nós soubemos e seguimos o protocolo que foi acertado com os bancos, que em todas as agências que for detectado que qualquer funcionário tenha dado positivo para a Covid-1, seja fechada imediatamente e no dia seguinte seja higieniza no período de quatro dias e que aquele quadro de funcionários vá para a quarentena”, declara o Presidente do Sindicato dos Bancários de Teresópolis, Cláudio Mello. “Nós estamos muito preocupados, porque isso pode ocorrer nas demais agências bancárias também, principalmente nos bancos federais. E se isso acontecer, os bancos irão fechar”, completa.
Cláudio destaca ainda que “Assim que iniciou a pandemia, a categoria bancária instalou a nível nacional um comitê de crise entre o Comando Nacional dos Bancários com a FENABAN (Representante das Federações dos Bancos) para equacionar os problemas que estavam por vir e garantir a todos os trabalhadores do setor financeiro, condições de trabalho seguras”. O Sindicato dos Bancários também afirmou que está sendo solicitada as agências a proteção necessária para a segurança dos trabalhadores. “Nós estamos em contato permanente com todos os bancos, para cobrar a eles os equipamentos de proteção individual e a higienização, para que não falte nas agências bancárias às condições de segurança aqueles que estão trabalhando”.

“Nós estamos muito preocupados, porque isso pode ocorrer nas demais agências bancárias também, principalmente nos bancos federais. E se isso acontecer, os bancos irão fechar”, destaca Claudio Mello

Além dos cuidados com os trabalhadores da categoria, Cláudio contou que o Sindicato vem buscando outros progressos. “Nós estamos defendendo o agendamento dos atendimentos. Seria mais prudente, mas infelizmente ainda não conseguimos avançar para isso”, conta. “Inclusive, nós equacionamos com a Federação dos Bancos, propagandas, uma comunicação com a população para desincentivar as pessoas que podem resolver seus problemas bancários através dos canais digitais e de outras formas, a não comparecer nas agências”, completa.
Todos os dias se formam filas enormes nas filas dos bancos, movimento que leva muitos teresopolitanos a questionar a quarentena. Carros de som da Defesa Civil circulam pelo Centro emitindo alertas e mensagens de conscientização a população na porta das agências, reforçando a importância de ficar em casa. Mesmo com a velocidade de aumento de casos da Covid-19 na cidade, a aglomeração de pessoas tem sido frequente. “Aquele que tem que receber o seu salário, sua aposentadoria, aconselho procurar uma pessoa de confiança para ir ao banco fora do horário do expediente bancário. Os caixas eletrônicos no fim de semana ficam desertos, com menos movimento no sábado e domingo”, disse Cláudio. “Existe um telefone, o 111, para as pessoas tirarem as suas dúvidas. Só compareçam às agências aquelas pessoas que realmente estão sem o cartão magnético, sem acesso aos canais digitais ou aqueles que vão receber pela primeira vez as suas aposentadorias e que não possuem cartão magnético. Porque as aglomerações nas agências bancárias é um foco de contágio”, completa.
Na última semana, um assalto no Banco do Brasil assustou a cidade, levando as pessoas evitarem os caixas eletrônicos no período da noite e nos dias mais desertos. “Embora nós tivemos uma ocorrência de um crime na semana passada, nós pedimos, se alguém detectar alguma movimentação estranha chame a Polícia Militar”, defendeu. “Nós também estamos pedindo a Polícia Militar nos finais de semana que fique atenta aos caixas dos bancos, para segurança desses clientes”. O presidente finaliza declarando que “A coisa é muito mais séria do que as pessoas estão achando. A melhor forma de combater o vírus é ser disciplinado. Ficando em casa na medida do possível, pois sabemos que existem trabalhadores dos serviços essenciais que não tem essa oportunidade”.  

 

Compartilhar:








ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Vacinas Covid-19: AstraZeneca e Pfizer têm efetividade confirmada na redução de hospitalizações

Covid-19: adultos são fonte de infecção mais comum que crianças

Latinos viajam aos Estados Unidos em busca de imunização

Novos dados confirmam rejuvenescimento da pandemia

Fiocruz produz 40% das vacinas contra a Covid-19 no Brasil

CLASSIFICADOS


        2742-9977   |   leitor@netdiario.com.br   |  Rua Carmela Dutra, 765 - Agriões Teresópolis/RJ

Desenvolvido por Agência Guppy