ASSISTIR AO VIVO

REDES SOCIAIS

INSCREVA-SE NO

Convenções definem os candidatos a prefeito e vice

Data: 19/09/2020

PSC, PSol, DEM, PSDB, PDT, Avante e Patriotas confirmaram suas candidaturas majoritárias para 15 de Novembro próximo, chegando a sete o número de candidatos a prefeito em Teresópolis. Escolhidos os nomes, e todas as atas das reuniões partidárias e as listas de presenças devidamente encaminhadas à Justiça Eleitoral, correm agora os prazos para os registros de candidaturas pelo TER, de liberação de CNPJ das candidaturas e as definições da propaganda eleitoral de rádio, que começam no dia 27 de setembro, primeiro dia da campanha.

No partido do governador afastado Wilson Witzel, PSC, o prefeito Vinícius Claussen manteve Ari Boulanger de vice para tentar a reeleição, convenção realizada na manhã do último sábado, no CEAC; Rodrigo Koblitz, do PSol, terá Adriana Paganote como vice; Alex Castelar, do DEM, confirmou candidatura com o pastor José Mário de vice; Geraldo Menezes fez convenção do PDT mas não decidiu ainda quem será seu candidato a vice, deixando em aberto para correção de ata no TRE. Na convenção de seus partidos coligados - PTB, PV, PSL, PSDB e Podemos, o candidato Luiz Ribeiro, do PSDB, definiu no domingo Doutora Leide, do PSL, de vice. Últimos a realizarem suas convenções, Avante e Patriotas definiram na noite desta quarta-feira as candidaturas de Leandro Neves, que Norma Lima de vice e Pedro Gil, que escolheu o pastor Roberto Pereira para vice.

As duas últimas convenções, aliás, foram as mais entusiasmadas, com a presença do deputado Anderson Moraes, a ex-vereadora Rogéria Bolsonaro, Cristiano Andrade e Ediane Abreu, no encontro do Avante, que ocorreu na Ermitage. Na convenção do Patriotas, transmitida ao vivo pelo Facebook, muita empolgação também, evento que ocupou o prédio da câmara.

Dos 33 partidos legalizados no Brasil, 19 apenas se organizaram para a disputa eleitoral em Teresópolis, 7 com candidatos em cabeça de chapa e e 1 com vice-candidatura, todos com nominata de vereadores, que não devem ultrapassar a marca de quatrocentos candidatos pela dificuldade de encontrar os nomes para a disputa eleitoral. Antes, com 12 vagas na câmara, eram 18 candidatos por partido e agora, com 19 vagas, cada partido pode abrigar candidatos. Montaram chapas para disputar cadeiras na câmara o DC, PSD, Cidadania, Republicanos, Podemos, PROS, PP, SD, PV, PMB e PTB, além de PDT, PSC, PSDB, DEM, PSol, Patriotas e Avante, que terão candidatos a prefeito também, e ainda o PSL, que terá candidatura de vice-prefeito.


Entre os maiores partidos do Brasil, PT e MDB não terão candidatos a prefeito, a vice, nem a vereador, mesma situação dos partidos PSB, PCdoB, PL, PTC, PRTB, Novo, Rede, PSTU, PCB, PCO, PMN e UP. 


Os candidatos

Candidato a reeleição pelo PSC, Vinicius Claussen tem na base de apoio os partidos PSD e Solidariedade, onde estão seus correligionários, entre eles servidores nomeados que deixaram o cargo para concorrer ao pleito como candidatos a vereador. Seu vice será o mesmo dr. Ari.

Luiz Ribeiro, que foi segundo colocado nas duas últimas eleições, em 2016 e 2018, é o candidato do PSDB. Tem em seu grupo de apoio os partidos PTB, Podemos, PSL e PV, devendo ser seu vice a médica Leide, do PSL. 

Alex Castelar, ex-presidente da União Estudantil de Teresópolis, UET e secretário de governo de Marcio Catão, apesar de ter vivido bom período fora, quando atuou como assessor da deputada Clarissa Garotinho e em outros gabinetes de Brasília e do município de Nova Iguaçu é o candidato pelo DEM.

Geraldo Menezes, advogado em Duque de Caxias, onde foi presidente de subseção da Ordem dos Advogados do Brasil, mudou-se para Teresópolis, onde foi secretário de Administração durante o governo do prefeito Jorge Mario. É o presidente da legenda de Brizola no município, e o candidato escolhido do PDT.

Leandro Neves é policial militar. Foi candidato a vereador não eleito em 2016 e a deputado estadual em 2018, quando fez cerca de 11 mil votos, 9 mil em Teresópolis, com o apoio do candidato Bolsonaro. Presidente do Avante terá o apoio de bolsonaristas de mandato e vice Norma Lima. 

Tido como o vice ideal para diversas candidaturas, Pedro Gil preferiu ser o cabeça de chapa pelo Patriotas. Vereador, ex-presidente da câmara em dois períodos e prefeito interino de boa lembrança, Pedro Gil terá como vice o conceituado pastor Roberto Pereira, da igreja Presbiteriana.

Rodrigo Koblitz trabalhou no IBAMA e mora em Teresópolis. É o pré-candidato do PSol.

Compartilhar:








ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Vulcão nas Ilhas Canárias poderia provocar tsunami no Brasil

Covid-19: mais 2,2 milhões de doses da Pfizer chegam a Viracopos

Ator Luis Gustavo morre aos 87 anos

ONS informa que "apagão" não tem relação com crise hídrica

Tribunal de Contas do Estado aponta para rombo financeiro na prefeitura

CLASSIFICADOS


        2742-9977   |   leitor@netdiario.com.br   |  Rua Carmela Dutra, 765 - Agriões Teresópolis/RJ

Desenvolvido por Agência Guppy