ASSISTIR AO VIVO

REDES SOCIAIS

INSCREVA-SE NO

Convenções definem os candidatos a prefeito e vice

Data: 19/09/2020

PSC, PSol, DEM, PSDB, PDT, Avante e Patriotas confirmaram suas candidaturas majoritárias para 15 de Novembro próximo, chegando a sete o número de candidatos a prefeito em Teresópolis. Escolhidos os nomes, e todas as atas das reuniões partidárias e as listas de presenças devidamente encaminhadas à Justiça Eleitoral, correm agora os prazos para os registros de candidaturas pelo TER, de liberação de CNPJ das candidaturas e as definições da propaganda eleitoral de rádio, que começam no dia 27 de setembro, primeiro dia da campanha.

No partido do governador afastado Wilson Witzel, PSC, o prefeito Vinícius Claussen manteve Ari Boulanger de vice para tentar a reeleição, convenção realizada na manhã do último sábado, no CEAC; Rodrigo Koblitz, do PSol, terá Adriana Paganote como vice; Alex Castelar, do DEM, confirmou candidatura com o pastor José Mário de vice; Geraldo Menezes fez convenção do PDT mas não decidiu ainda quem será seu candidato a vice, deixando em aberto para correção de ata no TRE. Na convenção de seus partidos coligados - PTB, PV, PSL, PSDB e Podemos, o candidato Luiz Ribeiro, do PSDB, definiu no domingo Doutora Leide, do PSL, de vice. Últimos a realizarem suas convenções, Avante e Patriotas definiram na noite desta quarta-feira as candidaturas de Leandro Neves, que Norma Lima de vice e Pedro Gil, que escolheu o pastor Roberto Pereira para vice.

As duas últimas convenções, aliás, foram as mais entusiasmadas, com a presença do deputado Anderson Moraes, a ex-vereadora Rogéria Bolsonaro, Cristiano Andrade e Ediane Abreu, no encontro do Avante, que ocorreu na Ermitage. Na convenção do Patriotas, transmitida ao vivo pelo Facebook, muita empolgação também, evento que ocupou o prédio da câmara.

Dos 33 partidos legalizados no Brasil, 19 apenas se organizaram para a disputa eleitoral em Teresópolis, 7 com candidatos em cabeça de chapa e e 1 com vice-candidatura, todos com nominata de vereadores, que não devem ultrapassar a marca de quatrocentos candidatos pela dificuldade de encontrar os nomes para a disputa eleitoral. Antes, com 12 vagas na câmara, eram 18 candidatos por partido e agora, com 19 vagas, cada partido pode abrigar candidatos. Montaram chapas para disputar cadeiras na câmara o DC, PSD, Cidadania, Republicanos, Podemos, PROS, PP, SD, PV, PMB e PTB, além de PDT, PSC, PSDB, DEM, PSol, Patriotas e Avante, que terão candidatos a prefeito também, e ainda o PSL, que terá candidatura de vice-prefeito.


Entre os maiores partidos do Brasil, PT e MDB não terão candidatos a prefeito, a vice, nem a vereador, mesma situação dos partidos PSB, PCdoB, PL, PTC, PRTB, Novo, Rede, PSTU, PCB, PCO, PMN e UP. 


Os candidatos

Candidato a reeleição pelo PSC, Vinicius Claussen tem na base de apoio os partidos PSD e Solidariedade, onde estão seus correligionários, entre eles servidores nomeados que deixaram o cargo para concorrer ao pleito como candidatos a vereador. Seu vice será o mesmo dr. Ari.

Luiz Ribeiro, que foi segundo colocado nas duas últimas eleições, em 2016 e 2018, é o candidato do PSDB. Tem em seu grupo de apoio os partidos PTB, Podemos, PSL e PV, devendo ser seu vice a médica Leide, do PSL. 

Alex Castelar, ex-presidente da União Estudantil de Teresópolis, UET e secretário de governo de Marcio Catão, apesar de ter vivido bom período fora, quando atuou como assessor da deputada Clarissa Garotinho e em outros gabinetes de Brasília e do município de Nova Iguaçu é o candidato pelo DEM.

Geraldo Menezes, advogado em Duque de Caxias, onde foi presidente de subseção da Ordem dos Advogados do Brasil, mudou-se para Teresópolis, onde foi secretário de Administração durante o governo do prefeito Jorge Mario. É o presidente da legenda de Brizola no município, e o candidato escolhido do PDT.

Leandro Neves é policial militar. Foi candidato a vereador não eleito em 2016 e a deputado estadual em 2018, quando fez cerca de 11 mil votos, 9 mil em Teresópolis, com o apoio do candidato Bolsonaro. Presidente do Avante terá o apoio de bolsonaristas de mandato e vice Norma Lima. 

Tido como o vice ideal para diversas candidaturas, Pedro Gil preferiu ser o cabeça de chapa pelo Patriotas. Vereador, ex-presidente da câmara em dois períodos e prefeito interino de boa lembrança, Pedro Gil terá como vice o conceituado pastor Roberto Pereira, da igreja Presbiteriana.

Rodrigo Koblitz trabalhou no IBAMA e mora em Teresópolis. É o pré-candidato do PSol.

Compartilhar:








ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Tribunal de Contas do Estado aponta para rombo financeiro na prefeitura

COPBEA tem mais de 80% de resolução das denúncias de maus tratos a animais

Piso da Casa de Cultura é recuperado para aulas de dança

Portugal reconhece certificados de vacinação emitidos pelo Brasil

Pescado: Comerciantes locais atentam para cuidados com origem do produto

CLASSIFICADOS


        2742-9977   |   leitor@netdiario.com.br   |  Rua Carmela Dutra, 765 - Agriões Teresópolis/RJ

Desenvolvido por Agência Guppy