ASSISTIR AO VIVO

REDES SOCIAIS

INSCREVA-SE NO

Chuva de granizo atinge propriedades na Zona Rural

Data: 27/12/2017

Essa lavoura de couve ficou completamente danificada pela chuva de granizo, perdendo-se mais de um mês de trabalho (Foto Fabinho Filé)

Na tarde da última segunda-feira, 25, uma chuva de granizo que durou aproximadamente 30 minutos provocou muitos estragos nas lavouras localizadas na região de Água Quente, no 2º Distrito de Teresópolis. 

Produtor rural da Região, o ex-vereador Fabinho Filé postou imagens em sua rede social mostrando parte do estrago provocado pelas pedras de gelo em lavouras de couve. Segundo os relatos dele e de outros produtores da região, os estragos só deverão ser recuperados em um mês. Registros oficiais dão conta que os locais onde houve maior registro de chuvas na última segunda-feira foram os bairros do Caleme e da Granja Florestal, com 30 e 22 mm, respectivamente.

Esse fenômeno é produzido pelas nuvens cumulonimbus, sendo provocado por um movimento atmosférico e a baixa altura do nível de congelamento. Ou seja, o frio congela a água presente nas nuvens, esse gelo é precipitado e não se transforma em água antes de atingir o solo. Quando atingem tamanhos prejudiciais, podem causar danos graves a construções, carros e, como registrado em Teresópolis, à agricultura. 

Mais chuvas

As chuvas fortes serão acima da média neste verão. A estação mais quente do ano e consequentemente, a com maior registro pluviométrico começou na última quinta-feira, 21. O verão é caracterizado, normalmente, por temperaturas elevadas em todo o país e com mudanças rápidas nas condições de tempo, com chuvas e ventos fortes, queda de granizo e raios, em todas as regiões do Brasil. Com a presença do La Niña, pode ocorrer chuva mais contínua nas regiões Centro-Oeste e Sudeste; chuva acima do normal nas regiões Norte e Nordeste e irregularidade na distribuição da chuva na Região Sul.

Quanto a temperatura, a previsão do Inmet é que fique acima do normal na Região Sul, normal a abaixo do normal nas regiões Sudeste e Centro-Oeste, e dentro do normal nas regiões Nordeste e Norte do país.

O verão termina às 13h15 do dia 20 de março de 2018.

Região Sudeste

De acordo com a previsão do Inmet, o trimestre na Região Sudeste será marcado por chuvas intensas, acompanhadas de rajadas de ventos e, por vezes, com queda de granizo. Normalmente essas chuvas são intercaladas com a passagem de frentes frias, que ainda influenciam o clima, principalmente ao leste da região. A massa de ar quente e úmida domina nesta época, contribuindo para a elevação das temperaturas e formação de áreas de instabilidade no período da tarde.

Para Minas Gerais, principalmente no centro-norte e leste do estado, o Inmet alerta que a ocorrência de veranico é comum, em meados de janeiro e durante o mês de fevereiro. São períodos de dias consecutivos sem chuva e com temperatura máximas elevadas.

Já as temperaturas tendem a ficar acima do padrão normal. “Em anos de La Niña, normalmente a tendência é dos extremos de temperatura se acentuarem”, informa o Inmet.


 
 

Compartilhar:






ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Programa estadual realiza primeiro transplante cardíaco de 2019

Moro defende mais rigor na punição a homicidas

Defesa Civil sinaliza acesso a pontos de apoio em nove bairros

Após tragédia, futuro do Ninho do Urubu está indefinido

Teresópolis está sem vacina contra a raiva humana

        2742-9977   |   leitor@netdiario.com.br   |  Rua Carmela Dutra, 765 - Agriões Teresópolis/RJ