ASSISTIR AO VIVO

REDES SOCIAIS

INSCREVA-SE NO

Cedae pede economia de água

Data: 25/07/2017

 

Nesta terça-feira, o setor de manutenção da Companhia Estadual de Águas e Esgotos em Teresópolis pediu que os moradores do bairro de São Pedro e comunidades vizinhas economizem água. Problema na principal estação elevatória do sistema São Pedro, localizada nas proximidades da UPA, causou interrupção do bombeamento e, consequentemente, desabastecimento no início desta semana. A previsão era que o serviço de reparo fosse totalmente concluído nesta terça. Porém, também de acordo com a Cedae, a normalização, principalmente em áreas mais altas, como Pimentel, Rosário e Perpétuo, por exemplo, só acontecesse 36 horas depois.
Também nesta terça-feira, recebemos, através do canal de comunicação com o leitor (WhatsApp 99436-5717), algumas reclamações de moradores das diversas comunidades que compõem o populoso bairro de São Pedro sobre o desabastecimento. “De novo o bairro do Pimentel sem água, desde de ontem. A Cedae se quer informa o que está acontecendo! Por favor ajude-nos! Não dá! Toda semana ficamos sem água! Sem explicação! Um absurdo”, reclamou uma leitora do jornal e telespectadora da Diário TV. A situação foi encaminhada para a Cedae.

Futuro da Cedae
O governador Luiz Fernando Pezão se reuniu, nesta segunda-feira (24), com o ministro da Secretaria Geral da Presidência, Wellington Moreira Franco, e o presidente do BNDES, Paulo Rabello de Castro, na sede do banco, para tratar do processo de concessão ou privatização da Cedae. O vice-governador Francisco Dornelles, os secretários de Fazenda e Planejamento, Gustavo Barbosa, e da Casa Civil, Christino Áureo, além do procurador geral do estado, Leonardo Espíndola, também participaram do encontro.  Entre as alternativas discutidas na reunião está a possibilidade de o BNDES participar em parceria com outras instituições financeiras privadas da operação de crédito e a aquisição de uma parte das ações da estatal pelo banco de desenvolvimento. O objetivo do governo do estado é conseguir, o mais rapidamente possível, recursos da ordem de até R$ 3,5 bilhões para colocar em dia a folha de pagamento dos servidores.  - Na sexta-feira haverá uma nova reunião para definir uma estratégia em que estejam contempladas essas duas alternativas e outras possibilidades. A ideia é encontrar uma forma mais segura, mais definida e que dê tranquilidade ao BNDES, ao governo federal e ao governo do estado. - disse Moreira Franco.

Foto Ricardo Abreu: Problema na principal estação elevatória do sistema São Pedro, localizada nas proximidades da UPA, causou interrupção do bombeamento e, consequentemente, desabastecimento no início desta semana

Compartilhar:






ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Três bombeiros morrem e um é ferido no combate a incêndio no Rio

Filhotes do Corpo de Bombeiros iniciam treinamento

Funcionários públicos que atendem à população deverão usar crachá

Bolsonaro diz que 13º do Bolsa Família estará na LOA a partir de 2020

HSJ e Coren oferecem palestra gratuita para profissionais de enfermagem

CLASSIFICADOS


        2742-9977   |   leitor@netdiario.com.br   |  Rua Carmela Dutra, 765 - Agriões Teresópolis/RJ