ASSISTIR AO VIVO

REDES SOCIAIS

INSCREVA-SE NO

CDL: "Comerciantes têm responsabilidade de fiscalizar medidas"

Data: 08/06/2020

Paola Oliveira 

No último domingo, 07, o governo municipal publicou decreto autorizando a retomada das atividades na prefeitura de Teresópolis, no comércio varejista, shoppings e centros comerciais, além de contemplar restaurantes, lanchonetes, bares e prestadores de serviços com o afrouxamento das medidas restritivas a partir desta segunda-feira, 08. Como resultado, o primeiro dia com novas regras foi de grande movimentação. Em entrevista para o jornal O Diário e Diário TV, o presidente da Câmara dos Dirigentes Lojistas de Teresópolis (CDL), Igor Edelstein falou sobre a situação. “Foram inúmeras reuniões presenciais, online e conferências para que nós conseguíssemos chegar a um denominador comum. É uma conquista que vai depender muito dos próprios comerciantes para que possamos tomar as medidas sanitárias necessárias para que essa flexibilização não seja perdida, e o comércio volte a fechar como aconteceu em algumas cidades, como por exemplo, Duque de Caxias”, destacou Edelstein.
A notícia surpreendeu populares e comerciantes, que não esperavam um possível retorno ainda esta semana. “Todos estávamos esperando o prolongamento do decreto mantendo a suspensão das atividades não essenciais, mas o trabalho feito de fiscalização do CPF começou a surtir resultado. Aquelas ruas vazias de 15 dias atrás propiciaram que o contagio desse uma freada e nos permitiu a flexibilização”, relata Igor, que por outro lado, informa que a medida foi apresentada em momento oportuno, pois muitos empresários não suportariam por mais um mês a restrição total. “As demissões estavam começando a acontecer, porque muitas empresas estavam calçadas na MP 936, onde se podia suspender os contratos de trabalho, então as demissões hoje não são nem de perto o que poderia acontecer no mês de junho, porque não há mais a possibilidade de prorrogar a suspensão total de trabalho”, afirma. O número alto de baixa nas Carteiras de Trabalho no município teria sido uma das motivações que levaram o prefeito Vinicius Claussen a publicar o novo decreto. Nesse período, 1.125 pessoas foram demitidas e apenas 286 foram admitidas.

Movimentação
Depois de quase três meses com o comércio de portas fechadas, o primeiro dia com as lojas abertas levou muitas pessoas as ruas, um aumento visto como esperado. “O movimento já era esperado, porque as pessoas estavam isoladas em casa. Foi um momento de respiro não apenas para o comércio, mas é um aumento controlado que foi feito consciente e o que aumentou foi a nossa grande responsabilidade como comerciantes de manter essa reabertura do comercio que é vital para que o número de demissões seja estancado”.
Além disso, Igor enxerga o retorno das atividades como uma oportunidade para todos os comerciantes, porém alerta: “Não é motivo de festa, é motivo de chamarmos a responsabilidade para nós, empresários de Teresópolis, para que nós possamos conquistar cada dia. Nós não estamos brigando por vendas, nós estamos brigando para reduzir essa curva de contágio, reduzir a taxa de ocupação dos leitos e aos poucos retomar a nossa normalidade. É importante que as pessoas que não têm a necessidade de ir para as ruas, que ainda fiquem em casa. Fazendo isso, vamos estar contribuindo para que o comércio volte a funcionar amanhã também. É um dia de cada vez. Conquistamos hoje a condição de reabrir o comércio, mas para conquistar amanhã precisamos fazer o dever de casa. Nós estamos lutando por vidas e não por vendas”, pontua. 
Porém para manter as atividades ao longo da semana, todos os comércios que estiverem abertos devem estar de acordo com as condições estipuladas no decreto. “Todos nós comerciantes teremos que tirar o alvará COVID-19 segundo estágio até terça-feira, 09, no site da prefeitura. Esse alvará vai vir contando com todas as medidas necessárias para que o comércio funcione adequadamente com as medidas protetivas e de segurança. Ali terá todas as indicações especificas para o seu estabelecimento”, destaca Igor. 


 

 

 


 


“É uma conquista que vai depender muito dos próprios comerciantes para que possamos tomar as medidas sanitárias necessárias para que essa flexibilização não seja perdida, e o comércio volte a fechar como aconteceu em algumas cidades, como por exemplo, Duque de Caxias”, destaca Igor Edelstein, Presidente da CDL

Compartilhar:








ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Secretário adianta pontos da estratégia de vacinação para covid-19

UFRJ transfere para o dia 24 o início do período letivo remoto

RJ: Polícia Civil investiga vereador suspeito de desvio em combustível

Teresópolis Shopping realiza campanha pelo Dia dos Pais

Prorrogada suspensão das aulas presenciais até dia 20

CLASSIFICADOS


        2742-9977   |   leitor@netdiario.com.br   |  Rua Carmela Dutra, 765 - Agriões Teresópolis/RJ

Desenvolvido por Agência Guppy