ASSISTIR AO VIVO

REDES SOCIAIS

INSCREVA-SE NO

Campanha reforça proteção à mulher durante isolamento social contra o coronavírus

Data: 01/04/2020

Marcus Wagner
A determinação de que a população deva obedecer isolamento social, permanecendo em casa para frear a propagação do coronavírus, gerou uma preocupação com a possibilidade de aumento dos casos de violência doméstica contra mulheres que estão vivendo na mesma casa de seus agressores. Por conta disso, a Secretaria Municipal dos Direito da Mulher lançou uma campanha nas redes sociais para alertar sobre o trabalho de apoio que é oferecido e pedindo para casos de abusos sejam denunciados aos órgãos competentes. A intenção é manter as mulheres seguras durante o isolamento das famílias em casa.

A campanha enfatiza que existem vários canais para comunicação de denúncias, seja através de ligação telefônica, e-mail ou mensagem e todos esses canais estão permanentemente ativos para atender as vítimas ou receber informações de quem conheça uma mulher sofrendo violência. “A denúncia é caminho para cessar o ciclo de violência contra a mulher”, destaca a campanha nas redes sociais.

“A Secretaria Municipal dos Direitos da Mulher, cumprindo o determinado pelo nosso prefeito tem se revezado na Secretaria e estamos fazendo busca ativa, mantendo contato com todas as assistidas. Em cooperação com a 110 DP recebemos via email a listagem das mulheres vítimas de violência doméstica e familiar e imediatamente agimos com orientações Psicológicas, jurídicas e de assistência social. Estamos usando as redes sociais a fim de incentivar as denúncias”, explicou Margareth Rosi, secretária dos Direitos da Mulher.

Para conseguir proporcionar um atendimento eficiente, neste momento se torna crucial manter ativa uma rede de solidariedade de vizinhos, familiares e amigos e todos devem ficar mais alertas e denunciar.

“Estamos numa situação atípica, nunca antes vista no cenário mundial. É claro que a questão da quarentena, em que as pessoas devem estar mais em casa para a preservação da sua saúde por de criar um complicador. A questão da violência doméstica será sempre uma preocupação da prefeitura através da Secretaria Municipal dos direitos da Mulher. O que temos a orientar é: denuncie o agressor. Você tem muitas formas de fazer isso, anonimamente, utilizando o telefone 180, através dos contatos da Secretaria que estamos divulgando. Continuamos atendendo e dando suporte às mulheres que de nós precisarem”, destacou Margareth.

Como denunciar
 A rede municipal de proteção à mulher atende pelo telefone 180, também pelo (21) 2742-1038, por celular (21) 98805-4391 e também pelo e-mail mulher@teresopolis.rj.gov.br


Casos no país

No canal de denúncias Ligue 180, administrado pelo governo federal, a Secretaria Nacional de Políticas para Mulheres anunciou um aumento de 17% no número de denúncias registradas pela plataforma no comparativo do começo e do fim do mês de março, período marcado por determinações de afastamento social em estados e municípios. Já a  Defensoria Pública do Estado do Rio de Janeiro relatou um aumento de 50% nos casos de violência doméstica no estado durante os primeiros dias do período de isolamento por conta da pandemia.

 

Compartilhar:








ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Tribunal de Contas do Estado aponta para rombo financeiro na prefeitura

COPBEA tem mais de 80% de resolução das denúncias de maus tratos a animais

Piso da Casa de Cultura é recuperado para aulas de dança

Portugal reconhece certificados de vacinação emitidos pelo Brasil

Pescado: Comerciantes locais atentam para cuidados com origem do produto

CLASSIFICADOS


        2742-9977   |   leitor@netdiario.com.br   |  Rua Carmela Dutra, 765 - Agriões Teresópolis/RJ

Desenvolvido por Agência Guppy