ASSISTIR AO VIVO

REDES SOCIAIS

INSCREVA-SE NO

Câmara pede informações sobre testes e voluntários

Data: 21/05/2020

"O Ministério da Saúde prioriza a distância mínima de forma que você não venha se contaminar. Como você faz a fiscalização por documento em que você tem que estar próximo para verificar?", questiona Leonardo Vasconcello - Arquivo

Paola Oliveira 

Mais uma vez o presidente da Câmara dos Vereadores de Teresópolis se manifestou a respeito das medidas de restrição mais rígidas anunciadas pelo governo municipal como forma de combate a Covid-19. Em entrevista a Diário TV, Leonardo Vasconcellos falou sobre o que considera algumas irregularidades presentes na forma de fiscalização e que, segundo ele, podem se tornar um meio de contágio. “O Ministério da Saúde prioriza a distância mínima de forma que você não venha se contaminar. Como você faz a fiscalização por documento em que você tem que estar próximo para verificar? Já quebra o distanciamento social e você coloca aquela pessoa que vai verificar o documento em condição de insegurança como também o cidadão”, enfatiza o edil. “A atitude do governo de obrigar os motoristas de ônibus, guardas municipais e próprios comerciantes que verifiquem o número dos documentos, a meu ver, está difundido a contaminação” completa. 
Na sessão da última terça-feira, 19, a Câmara aprovou alguns pedidos de informação sobre o combate ao novo coronavírus que devem ser respondidos pela prefeitura.  No documento é cobrada a transparência de dados que ainda não foram divulgados pelo governo municipal. “Um é a respeito dos testes, para solicitar quantas pessoas já foram testadas e deste total quantas foram testadas pelo SUS e quantas foram testadas pela rede particular. Essa é uma grande informação que precisamos, porque neste momento ainda vemos muitos desencontros de informações, inclusive com o painel do governo do estado que apresenta uma numeração e de Teresópolis outra”, afirma. 
Outra informação que está sendo reivindicada corresponde aos voluntários, tema que ganhou mais destaque após a morte de uma Técnica de Enfermagem de 34 anos, infectada pelo vírus. “Teresópolis foi pega de grande tristeza com o falecimento dessa jovem que era uma voluntária atuando na barreira sanitária no Soberbo e veio a óbito. Então nós queremos nesse momento entender como o município faz esse encontro de informações e como contratam esses voluntários, como é feito isso. Porque nós temos que garantir a essas pessoas o mínimo direito de salubridade no caso de um acidente ou de uma doença em razão do trabalho, que embora seja voluntário é um trabalho. Por isso nós estamos pedindo todos os contratos”, disse. “Com a pesquisa de todos esses dados nós vamos poder traçar um melhor panorama do que está sendo feito”.

Pensão
Cerca de 100 profissionais da área da saúde na cidade já testaram positivo para a doença. Para os que estão na linha de frente, o risco de contágio é altíssimo. Além deles, outros servidores públicos, como os lotados na secretaria de Segurança, têm prestado serviço essencial se colocando em uma posição vulnerável. Foi pensando em retribuir esse trabalho que foi apresentado na Câmara um projeto de lei que será levado ao plenário nesta quinta-feira, 21, para votação.  “Eu fui autor de um projeto de lei que busca dá garantias àquelas pessoas que estão na linha de frente do combate a Covid-19. Caso contaminadas e tristemente possam chegar a óbito, que exista uma remuneração aos familiares, uma pensão de forma que nós possamos garantir o sustento dessa família tendo em vista que essa pessoa era uma das raízes da produção econômica da casa. No caso dessa moça que faleceu, ela tinha 34 anos e deixou uma filha de 7 anos e essa criança hoje está sentindo falta dos cuidados da mãe. Então é importante que o município venha garantir uma pensão até essa criança alcançar a maior idade que é o mínimo que a cidade tem que fazer a esses trabalhadores”, explica Leonardo.  
 
 

 

Compartilhar:








ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Detran inicia operação contra despachantes clandestinos

Bolsonaro diz que governo federal não comprará vacina CoronaVac

Estado confirma que irá realizar Jogos Estudantis 2020

Concurso da Educação é retomado em Teresópolis

Decreto prorroga medidas restritivas no Estado do Rio até o dia 5 de novembro

CLASSIFICADOS


        2742-9977   |   leitor@netdiario.com.br   |  Rua Carmela Dutra, 765 - Agriões Teresópolis/RJ

Desenvolvido por Agência Guppy