ASSISTIR AO VIVO

REDES SOCIAIS

INSCREVA-SE NO

Aumenta otimismo dos empresários com a economia, diz Fecomércio

Data: 08/12/2019

O monitoramento de novembro da pesquisa Visão da Economia, realizada pelo Instituto Fecomércio de Pesquisas e Análises (IFec RJ), revelou que o percentual de empresários fluminenses do setor do comércio de bens, serviços e turismo que estão confiantes ou muito confiantes com a economia fluminense para dezembro (54,8%) cresceu em relação ao otimismo revelado para o mês de novembro (48,1%). O percentual de pessimistas também caiu para dezembro (26,1%) frente aos pessimistas registrados em novembro (30%). O crescimento do otimismo e a queda do pessimismo para dezembro pode estar – parcial ou integralmente – refletindo o ânimo dos empresários para final do ano, sabidamente um bom período para o comércio. O mesmo padrão se repetiu para o Brasil, com otimismo igual a 62,9% para dezembro (contra 58,2% para novembro) e pessimismo igual a 22,16% (contra 26,4% para novembro).
Podem ter contribuído para o aumento do otimismo no curto prazo, a liberação dos recursos das contas do PIS/PASEP e do FGTS, disponíveis a partir de outubro para clientes que não são da Caixa Econômica Federal. O otimismo para os próximos três (3) meses também cresceu. Para o Rio de Janeiro, houve aumento de 4,3 p.p. (56,1% de novembro contra 51,7% de outubro) e para o Brasil um crescimento igual a 1,2 p.p. (60,3% de novembro contra 59,1% de outubro). É a primeira vez, desde o início da pesquisa, que o otimismo revelado para o curto prazo é superior ao otimismo declarado para o médio prazo para o Brasil (62,9% contra 60,3%), o que também pode sugerir que a atividade econômica brasileira pode estar girando, neste final de ano, a um ritmo superior ao verificado no início de 2019.  De fato, o Índice de Atividade Econômica do Banco Central (IBC) registrou crescimento, no terceiro trimestre, igual a 0,9% frente ao trimestre imediatamente anterior, taxa bastante superior à observada no primeiro trimestre de 2019 (-0,5%). Para manter o crescimento do otimismo no médio prazo, o IFec RJ destaca que serão necessários: i) a reforma do sistema próprio de previdência do ERJ, cujo déficit até outubro deste ano foi igual a R$ 2,7 bilhões, bem como ii) a discussão da dependência fiscal do estado em relação as receitas provenientes da produção do petróleo. 

Compartilhar:








ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Covid-19: produtos podem ser apreendidos para evitar desabastecimento

Disseminação de fake news sobre coronavírus preocupa especialistas

Campanha de vacinação contra gripe será antecipada no país

Número de casos suspeitos de coronavírus no Brasil é de 132

Juros do cheque especial ficam em 165,6% ao ano em janeiro

CLASSIFICADOS


        2742-9977   |   leitor@netdiario.com.br   |  Rua Carmela Dutra, 765 - Agriões Teresópolis/RJ