ASSISTIR AO VIVO

REDES SOCIAIS

INSCREVA-SE NO

Atleta Sandra Cassemiro representa o Brasil no Equador

Data: 04/09/2019

Sandra faz seu treinamento na academia Pro Sport Center em Guapimirim, junto com seu noivo e treinador Wesley Márcio, e quer trazer para a nossa região o título internacional, de preferência acompanhado da disputada vaga para o Mundial

Anderson Duarte

Considerada uma das categorias mais duras do Fisiculturismo, a Bodyfitness exige das atletas músculos definidos, pouquíssima gordura no corpo e muita empatia no palco, ou seja, são meses e meses de trabalho de preparação para alguns minutos de apresentação, onde cada detalhe faz a diferença. A melhor do país nesta categoria entre as atletas Master é Sandra Cassemiro, que esta semana representa o Brasil na competição Sul-americana da modalidade na cidade de Quito, no Equador. Sandra faz seu treinamento na academia Pro Sport Center em Guapimirim, junto com seu noivo e treinador Wesley Márcio, e quer trazer para a nossa região o título internacional, de preferência acompanhado da disputada vaga para o Mundial. Com uma história de vida que motiva e inspira, principalmente pela mensagem ‘todo mundo pode’, Sandra esteve em nossos estúdios para participar do programa Jornal Diário na TV e contar um pouco sobre seus títulos e novas responsabilidades como campeã nacional.
Entre os dias 5 e 8 de setembro acontece em Quito, no Equador, o Campeonato Sul-Americano de Fisiculturismo e a atleta Sandra Casemiro conquistou a vaga de representante do Brasil e da nossa região nesta competição sendo campeã do Campeonato Brasileiro. Por sua vez, a disputa continental pode levar Sandra para voos ainda mais distantes, já que está em disputa algumas vagas para o Mundial da categoria no final do ano. Apesar de saber da dificuldade da competição, Sandra e Wesley embarcaram esta semana para Quito com muita confiança e força para ganhar mais uma vez a competição.  
“Eu acho que minha história com o esporte pode ser um exemplo para que as mulheres não tenham medo ou preconceito com relação a gostar de malhar e quererem esculpir os seus corpos, qualquer uma pode gente. Eu até bem pouco tempo atrás era uma dona de casa, mãe de três filhos, mas que em um determinado momento decidiu que não queria mais apenas aquilo na sua vida. Veja, eu não deixei de ser mãe, não deixei a rotina de casa pra trás, apenas inseri na minha vida um novo propósito. E qualquer mulher pode deixar os músculos em evidência, pode ser forte, pode até competir em nível internacional, basta vontade de mudar e dedicação”, enaltece Sandra que participa de uma categoria de competições nacionais e internacionais que mais evidencia o reconhecimento estético do trabalho de exercícios musculares.
A Bodyfitness foi criada para dar chance a um grupo de mulheres que desejavam competir por possuir um físico bem torneado e atlético, mas que não desejavam realizar apresentações do round coreográfico como na categoria Fitness Coreográfico. É considerada pelos especialistas como a categoria ideal para quem busca um corpo magro com grande exposição muscular e entre as muitas virtudes esperadas pelos competidores estão: aparência atlética, o tônus muscular, a forma feminina acentuada, a baixa quantidade de gordura corporal, daí uma das grandes dificuldades do grupo, e questões estéticas como o visual dos cabelos e a beleza facial, além de estilo de apresentação, confiança, equilíbrio e graça. E quem reuniu todas essas características com o melhor desempenho no país foi Sandra, que agora quer conquistar a América.
“O acompanhamento bem próximo de um orientador, tanto no aspecto do treinamento físico, quanto nutricional é fundamental, e aqui em saio na vantagem, porque esse acompanhamento é 24 horas por dia. A gente dorme, acorda, treina juntos e faz praticamente tudo ao longo do dia um na companhia do outro. Isso me ajuda muito e me inspira demais”, diz Sandra com relação ao seu treinador e noivo Wesley. Já o treinador e noivo lembra que em alguns momentos é preciso lembrar quando começa o treino técnico e quando é a relação pessoal. “Eu não tenho dúvidas que temos muitos pontos mais positivos que negativos, mas tem hora que a relação de noivo fala mais alto, principalmente nas restrições alimentares. A alta intensidade dos exercícios, normalmente com muito peso, uma dieta hipercalórica e o estresse de treinar várias vezes na semana têm um custo físico e mental alto, mas aí nossa relação acaba sendo a de dois atletas que entendem um ao outro também, o que ajuda, até nos momentos de restrições de carboidratos, aliás, momentos difíceis esses”, brinca e lembra Wesley, que também foca no treino pesado, com foco no desenvolvimento da musculatura para competições.

 

Compartilhar:








ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Parques naturais continuam com restrições para visitação

Mais cinco presos por tráfico de drogas em Teresópolis

Bancos: 19 casos de coronavírus já foram registrados em Teresópolis

Infectologista: tomar mais de uma vacina não significa maior proteção

Justiça autoriza saída de Michel Temer do Brasil

CLASSIFICADOS


        2742-9977   |   leitor@netdiario.com.br   |  Rua Carmela Dutra, 765 - Agriões Teresópolis/RJ

Desenvolvido por Agência Guppy