ASSISTIR AO VIVO

REDES SOCIAIS

INSCREVA-SE NO

Após prisão, Pezão é levado para prédio da PF no centro do Rio

Data: 29/11/2018

O governador Pezão chega preso à sede da Polícia Federal, no Rio de Janeiro (EFE/ Marcelo Sayão / direitos reservados) Agência Brasil

Agência Brasil  Rio de Janeiro

 Agentes da PF chegaram por volta das 6h ao palácio. Além da residência oficial do governador, a PF também cumpriu mandados de busca e apreensão no Palácio Guanabara e na residência de Pezão, no município de Piraí.

A operação é chamada de Boca de Lobo. Segundo o Ministério Público Federal (MPF), Pezão recebeu cerca de R$ 25 milhões entre 2007 e 2015. Em valores atualizados, seriam R$ 39 milhões. “Valor absolutamente incompatível com o patrimônio do emedebista declarado à Receita Federal”, disse o MPF.

O dinheiro teria saído de empreiteiras e de empresas fornecedoras do governo. Além de Pezão, outras oito pessoas tiveram prisão preventiva decretada e 30 mandados de prisão estão sendo cumpridos. Entre elas, José Iran Peixoto Junior, secretário de Obras. Pezão foi secretário de Obras no governo de Sérgio Cabral, que se encontra preso.

A prisão de Pezão é decorrente da delação premiada de Carlos Miranda, operador financeiro de Sergio Cabral, e que, após dois anos detido em Benfica, passou ao regime de prisão domiciliar na semana passada. Segundo Miranda, Pezão recebia uma mesada de R$ 150 mil mensais (em espécie), 13º salário e dois bônus de R$ 1 milhão.

Compartilhar:








ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Rio de Janeiro regulariza aplicação da segunda dose da CoronaVac

Cientistas criam testes de covid-19 com resultados em tempo recorde

Saúde diz que já distribuiu 90 milhões de doses de vacina contra covid

Sine Teresópolis ainda tem 134 vagas de emprego

PRF prende homem que transportava pássaros silvestres

CLASSIFICADOS


        2742-9977   |   leitor@netdiario.com.br   |  Rua Carmela Dutra, 765 - Agriões Teresópolis/RJ

Desenvolvido por Agência Guppy