ASSISTIR AO VIVO

REDES SOCIAIS

INSCREVA-SE NO

16º GBM alerta para queimadas e incêndios florestais no contexto de pandemia

Data: 23/06/2020

Arquivo

Paola Oliveira 

Os incêndios florestais nesse período do ano levam os agentes do Corpo de Bombeiros a promoverem ações de conscientização contra as queimadas. A fumaça proveniente dos incêndios florestais pode ser um fator prejudicial à saúde dos que enfrentam nessa época do ano problemas respiratórios, como por exemplo, crises de rinite, sinusite, bronquite, asma, entre outros. “Nós sabemos que aqui na região serrana existe um atendimento muito maior de distúrbios respiratórios nessa época do ano, porque existem essas variações de temperatura, mas principalmente porque o ar é muito mais seco e isso afeta as pessoas que já possuem algum tipo de problema respiratório, sobretudo as crianças”, conta o Capitão do Corpo de Bombeiros, Fábio Pimentel. 
As queimadas todos os anos representam uma preocupação para o Grupamento, porém atualmente requer maior atenção levando em consideração a pandemia do coronavírus. “O grande problema agora é que nós estamos em meio a uma pandemia de uma doença que, até onde se sabe, acomete principalmente o sistema respiratório. Então essa época do ano, mesmo se não fossem as queimadas, acarretaria um aumento dos atendimentos nos postos de saúde, nos hospitais, na UPA e com as queimadas temos uma poluição maior do ar prejudicando ainda mais. A fumaça pode agravar os casos de COVID-19 e então levar pessoas a procurarem o serviço de saúde e isso confundir um pouco o diagnóstico”, afirma o capitão.   
 No ano passado, 412 eventos de incêndios florestais ocorreram dentro da área operacional do 16º Grupamento de Bombeiro Militar, número considerado alto o bastante para ultrapassar o recorde do ano de 2017, que apresentou 392 casos. O Corpo de Bombeiros para manter o controle do número de ocorrências desse gênero investiu em uma nova forma de controle, que hoje que possibilita informações especificas além dos números de casos. “Através de uma ferramenta pudemos apurar quando, onde, em quais locais, os horários que são mais comuns, quinzenas, dias da semana, e também quais os perfis de quem ateia fogo. Quem ateia fogo próximo a serra dos cavalos é completamente diferente de quem o faz na zona rural. Isso nos ajuda tanto parte operacional, para o nosso planejamento das ações, como também auxilia os órgãos públicos, como a Secretaria de Meio Ambiente e Ministério Público que estamos fechando parceria”.  
Em alguns bairros é comum ocorrências de queimadas ocasionadas por vizinhos, que ao contrário do que possam imaginar, assim como os incêndios florestais representam perigo para a saúde. “O que muitas pessoas não entendem é que quando elas queimam o lixo ele de certa forma vai desaparecer, mas ele se transforma em material particulado que viaja pelo ar e invade o olfato de uma senhora que pode estar se recuperando de uma doença ou de uma criança que tem asma”, alerta. Nestes casos o Capitão Pimentel explica como proceder. “A pessoa deve fazer a denúncia para o número 199 (Defesa Civil) e também fazer uma denúncia no site da Prefeitura no link “e-ouve” que vai direcionar para Secretaria especifica, neste caso Secretaria do Meio Ambiente, onde a pessoa vai informar todos os dados necessários e quando possível a equipe da Secretaria do Meio Ambiente vai comparecer ao local e aplicar uma multa”. E explica “Nós do Corpo de Bombeiros não podemos intervir muito nessa questão. Legalmente nós atuamos na parte de incêndios. Porém nós recebemos muitas ligações em vista disso. Então nós fizemos uma parceria com a Secretaria Municipal do Meio Ambiente no sentido de orientações”.  
Por conta da pandemia, este ano as Campanhas realizadas pela corporação do Corpo de Bombeiros vem sendo realizadas por meio das redes sociais, afim de conscientizar a população da mesma forma como vem fazendo ao longo dos anos, porém agora usando a internet como ferramenta principal, como conta o Capitão Pimentel. “Neste ano nós vamos trabalhar praticamente 100% online. Fechamos com a UNIFESO e estamos usando o estúdio de gravação onde estamos fazendo vídeos sobre vários temas desde a parte de queimadas a aspectos geológicos”, disponíveis no canal do Youtube e também na página do Corpo de Bombeiros no Instagram. Além disso, 16º GBM vem trabalhando para em lançar um curso com previsão de início no 02 de julho, que por coincidência será no mesmo dia do aniversário do grupamento. “Nós vamos trabalhar com um curso, uma espécie de capacitação para formarmos núcleos avançados de prevenção e combate ao incêndio florestal em conjunto com as associações de moradores e grupos que se interessarem dentro das comunidades para que saibam prevenir e dá uma primeira resposta. Então é importante termos pessoas dentro das comunidades comprometidas e com conhecimento”, conta o capitão.

Compartilhar:








ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Detran inicia operação contra despachantes clandestinos

Bolsonaro diz que governo federal não comprará vacina CoronaVac

Estado confirma que irá realizar Jogos Estudantis 2020

Concurso da Educação é retomado em Teresópolis

Decreto prorroga medidas restritivas no Estado do Rio até o dia 5 de novembro

CLASSIFICADOS


        2742-9977   |   leitor@netdiario.com.br   |  Rua Carmela Dutra, 765 - Agriões Teresópolis/RJ

Desenvolvido por Agência Guppy