Visite nossas redes sociais:

edição digital

leia

Polícia Militar recupera diversos produtos de furto

Data: 03/10/2017

Produtos recuperados pela PM em residências de bandidos no Matadouro foram apresentados na 110 DP - Foto Totó OnLine

Teresopolitanos que tiveram suas residências invadidas e furtadas nos últimos meses devem procurar a 110ª Delegacia de Polícia: No último fim de semana, policiais militares lotados no DPO de Água Quente conseguiram recuperar diversos produtos de furto com bandidos residentes em outra localidade acessada pela estrada Rio-Bahia, o Matadouro. A equipe do 30º BPM – composta pelos Sargentos Sérgio e Maurício e Soldados Rafael e P. Gomes – recebeu informação sobre o bando que teria atacado diversos imóveis e realizou incursão nos endereços indicados. Dos três denunciados, dois foram detidos e estavam de posse de grande quantidade de objetos retirados de residências alheias.
Foram recuperadas duas televisões, sendo uma Samsung 48 polegadas e uma LG de 42 polegadas, um micro system Sony e duas caixas de som, um subwoofer, um dvd da marca H-Buster para veículo, uma caixa de som de marca MaxMax, um pen drive, uma bateria de carro, duas máquinas fotográficas da marca Sony e uma sacola plástica com diversos materiais cosméticos. Todo o material foi apresentado na 110 DP, assim como os dois acusados de furto. A dupla, porém, foi liberada para responder ao processo porque escapou do flagrante.

Quem compra também é bandido
E para onde vão tantos produtos obtidos ilicitamente? Para outras residências, comercializados a preços muito abaixo do mercado ou trocados por entorpecentes. Mas, quem acha que está fazendo um grande negócio comprando uma televisão de R$ 1.500 por R$ 300, por exemplo, na verdade está correndo o risco de terminar na cadeia, conforme previsto no artigo 180 do Código Penal. “O crime de receptação é um crime continuado, então tem flagrante prolongado por todo o período que estiver de posse do produto adquirido de alguma forma e mesmo quando alegam que foi recebido como presente. É fácil saber se foi obtido de forma ilícita, quando está com o preço muito abaixo do mercado, quando a pessoa não apresenta nota fiscal. Até para presente, é comum entregar a nota para o caso de garantia. Outro ponto interessante é ressaltar que os celulares e outros eletrônicos hoje em dia são todos rastreados, então a polícia judiciaria tem capacidade fazer rastreamento e essa pessoa ser presa a qualquer momento. Então, que evitem comprar sem saber a origem do produto”, explicou recentemente a Major Renata, Chefe do Setor P3, do 30º BPM, em reportagem justamente sobre o aumento do número de furtos e roubos. Na ocasião, ela frisou a migração dos traficantes para outras modalidades, diante do forte trabalho de combate ao comércio de drogas.


 

 

 






ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Campanha incentiva uso consciente do cartão de crédito

Projeto de incentivo à leitura movimenta os CRAS

Palestra sobre câncer de mama no CRAS Alto

Teresópolis sedia 1º Encontro de Tribos da Região Serrana

Voluntários da Defesa Civil recebem capacitação

        2742-9977   |   leitor@netdiario.com.br   |  Rua Carmela Dutra, 765 - Agriões Teresópolis/RJ