Visite nossas redes sociais:

edição digital

leia

Pedro Gil fala sobre projetos e situação da Prefeitura na Diário TV

Data: 11/04/2018

Em sua primeira entrevista depois de assumir o cargo, Pedro Gil deixou claro que independente de quanto tempo vai ficar no cargo, quer dar início a ações de recuperação, mesmo que não seja ele quem as execute - Marcello Medeiros

Anderson Duarte

O jeito de falar simples, as palavras diretas e sem a intelectualidade dos que tanto o criticam já marcam a passagem de Pedro Gil pela Prefeitura de Teresópolis. O político de primeiro mandato, que assumiu logo de cara a Presidência da Mesa Diretora e acabou com incumbência de gerir a cidade em sua maior crise institucional da história avisa que “não tem vergonha” de pedir ajuda a empresários, entidades e a própria população. Em sua primeira entrevista depois de assumir o cargo, Pedro Gil deixou claro que independente de quanto tempo vai ficar no cargo, quer dar início a ações de recuperação, mesmo que não seja ele quem as execute. Em simples colocações, o Chefe do Executivo interino aproveitou para avisar que está se reunindo com quem estiver com disposição para ajudar e tudo aquilo que a Lei permite, vai fazer para melhorar as condições administrativas. “Eu não sei falar direito, mas se precisar falar contrato alguém que me ajude. Também não entendo nada de leis, mas me cerco de bons advogados para respeitar elas sempre. Mas administrar eu sei, conheço bem e não tenho medo de colocar tudo a disposição da minha cidade”, disse Pedro Gil.
Logo de início, o Prefeito já demonstrou que é preciso mudar o pensamento em curso na gestão. “Precisamos economizar, mas não podemos penalizar a população. Só não tem mais espaço para extravagâncias. Tem arrumar dinheiro para comprar caminhões de lixo, compactadores, que vão nos permitir economizar muito com os gastos com o lixo, sem contar que o serviço vai ser prestado. Tem que melhorar o serviço com o que tem. Essa coisa de ficar terceirizando é pra quem tem dinheiro sobrando e pode pagar mais caro, o que não é o nosso caso. Vamos ter que colocar a casa em dia”, explicou Pedro Gil. Com sua simplicidade peculiar, o político também aproveitou para criticar aqueles que o perseguem nas redes sociais, justamente pelo seu perfil simplório. “Eu não me incomodo, cada um sabe das suas limitações. Não sou nenhum orador, mas sei administrar muito bem”, enaltece o prefeito. E quem foi que disse que a simplicidade não é positiva? Aliás, dentro dos princípios essenciais da chamada administração moderna tem sido imprescindível buscar coisas simples, ou seja, ir à procura da simplicidade, onde inúmeras são as vantagens. 
Por óbvio, o que é simples, custa menos. Fazer as coisas apenas de acordo com a necessidade reduz os custos totais. A mentalidade simplificadora permite identificar o essencial e, assim, facilita a eliminação do que não é fundamental. Permite focalizar os esforços e definir melhor as prioridades, possibilitando que se escolha aquilo que vai trazer o mínimo de esforço e o máximo de resultado. Ajuda a criar padrões e hábitos, com rotinas simples e repetidas que permitem simplificar as operações e melhorar a produtividade e a qualidade. E os custos totais de gestão diminuem. Uma das primeiras ações do gestor foi cortar pela metade o número de pastas da estrutura de governo. “Como disse, eu preciso me cercar de pessoas competentes, e que queiram melhorar nossa cidade. Todos que tive a oportunidade de convidar a participar desse governo que não sabemos quanto tempo terá, estão cientes de que produziu, trabalhou, continua, caso contrário, é dar espaço a quem queira produzir, assim, simples. Não temos tempo para perder com quem não sabe o que está fazendo”, disse Gil.
Ponto nevrálgico da última temerária gestão, o pagamento do funcionalismo público da prefeitura também foi tema da conversa desta terça-feira, 10, e o político foi sincero ao concluir que mesmo que consiga fazer permanecer em dia o pagamento, a margem de 10% estipulada em lei já se esgotou propositalmente pela gestão Tricano. “Nós vamos ter quer conversar com a Câmara porque o prefeito que estava no poder antecipou e quitou tudo o que podia com clara intenção de prejudicar que viria pela frente, e com essa margem de remanejamento tão apertada em 10%, mesmo entendendo também que é justa, não poderemos garantir o futuro breve. Teremos que conversar com a Câmara para podermos chegar a uma saída para o problema”, explica Pedro Gil.
Nos seus primeiros dias, o Prefeito interino já recebeu José Luiz Salvador e Luiz André Uzeda, respectivamente gerentes de Operações e de Engenharia da CRT. Em pauta, um pedido de doação de fresa de asfalto, material para ser utilizado em operações emergenciais tapa-buracos em diversas ruas da cidade. “Neste primeiro momento buscamos a viabilidade do fornecimento de fresagem para Teresópolis. A empresa entende a necessidade do município e vai ver como poderá interagir com a administração pública”, disse José Luiz Salvador. 
Também nesta segunda-feira, e aproveitando o fim do verão, quando as fortes chuvas acontecem, a Secretaria de Serviços Públicos, por determinação do prefeito Pedro Gil, deu início às intervenções nas redes de drenagem danificadas em alguns pontos da cidade. A Rua Paulo Lóssio, em Araras, importante acesso aos bairros do Alto, Santa Cecília, Rosário e Barroso, recebeu uma equipe de funcionários para investigar o problema e fazer os reparos necessários na rede. Até o momento, um buraco com cerca de três metros de profundidade foi feito com o auxílio de uma retroescavadeira para averiguar a condição das manilhas de um metro de diâmetro cada. Ainda em Araras, segundo o encarregado da obra, outro ponto da galeria principal do bairro, na altura da Rua Rio de Janeiro, que por consequência teve parte do solo afundado, também será consertado.  

 

Compartilhar:






ÚLTIMAS NOTÍCIAS

A partir desta segunda, consulta ao saldo do PIS está liberada

SUS tem quase R$ 2 bilhões a receber dos planos de saúde

Cinco homens morrem em operação da PM no Morro do Alemão

França conquista segunda Copa e se iguala a Uruguai e Argentina

Especialista alerta para o impacto do clima frio na saúde cardiovascular

        2742-9977   |   leitor@netdiario.com.br   |  Rua Carmela Dutra, 765 - Agriões Teresópolis/RJ